Buscar
  • Globalwe

TOME NOTA - O que já se sabe sobre as linhas de crédito de apoio às empresas

O Governo já disponibilizou 3.260 milhões de euros em linhas de crédito, mas as condições das quatro linhas de maior importância ainda não são conhecidas em detalhe.  


MONTANTES  

As linhas de crédito destinadas a apoiar o turismo, restauração e indústrias totalizam 3 mil milhões de euros. Cada operação terá um máximo de 1,5 milhões.  


PRAZOS

O prazo máximo de pagamento destes créditos será de quatro anos, com períodos de carência que chegam a ser de um ano.  


"SPREADS"

No caso da linha Capitalizar Covid-19, o "spread" máximo que vai acrescer aos juros será de 3,278%. Nas restantes linhas, os "spreads" vão variar entre 1% e 1,5%, consoante a maturidade.  


CHEGADA AOS BANCOS

As linhas de 3 mil milhões ainda não chegaram ao sistema bancário. O Governo garante que isso acontecerá esta semana, mas não há certezas quanto à data.  


DESPEDIMENTOS

Para acederem às linhas de crédito, as empresas têm de manter o nível de emprego que tinham a 1 de fevereiro. Está por esclarecer o que será considerado despedimento.  


JUROS

São conhecidos os "spreads" mínimos e máximos que serão cobrados pelos bancos, mas não os juros fixos ou variáveis.  


A Capitalizar Covid-19 e a linha de microcrédito para o turismo já estão em vigor. As restantes quatro ficarão disponíveis esta semana.  

2 visualizações

21 727 2079

©2020 por Apoio empresas Coronavírus. Orgulhosamente criado com Wix.com